Manual de Serigrafia Parte 1

1 - Introdução

A serigrafia é a técnica mais comumente utilizada em impressões de camisetas. A palavra inglesa silk screen significa tela de seda. A seda era a matéria prima das primeiras telas de serigrafia. Hoje em dia utilizam-se telas em nylon que são mais resistentes aos produtos químicos utilizados na serigrafia.

Montar uma pequena serigrafia em casa para estampar as suas camisetas é uma ótima idéia. Não é preciso dizer que a terceirização dos serviços geram custos, sem contar que nem sempre os prazos de entrega são cumpridos pelos prestadores de serviço.

Os materiais utilizados não são muito caros, o processo é simples e de fácil execução, e você gastará menos do que enviando as suas peças para alguma gráfica. Não se esqueça que para montar uma pequena gráfica de serigrafia em casa você precisará de um lugar bem arejado para utilizar os produtos químicos no processo de limpeza das telas.

Como funciona?

A serigrafia é um processo de impressão na qual a tinta é vazada, pela pressão de um rodo, através de uma tela preparada, normalmente de seda ou nailon. A tela é esticada em um bastidor de madeira ou aço.

Pode ser feita de forma mecânica (por pessoas) ou automática (por máquinas). Muitas aplicações industriais são viabilizadas pelo uso do processo de serigrafia. Com o desenvolvimento de equipamentos e suprimentos serigráficos, além da utilização do computador, atualmente é possível obter impressões com grande fidelidade em relação à matriz ( o desenho original).

2 - Materias Necessários

Recomendo que você adquira todo o material antes de começar à se aventurar pela serigrafia. Afinal, nada mais sem graça do que começar uma coisa e não poder já sair testando. Antes de sair imprimindo em camisetas logo de cara, faça vários testes em pedaços de tecido para adquirir a prática e treinar a técnica.

Calhas ou canaletas - servem para aplicação da emulsão (preparada) na tela.

Pincéis pequenos - em vários tamanhos, para retocar as telas.

Copos, recipientes plásticos - para medir e misturar as tintas e a emulsão.

Estopas, esponjas, trapos de pano - acessórios de limpeza.

Estilete - para recortar filmes, fazer arte final, cortar papel, entre outras utilidades.

Fita crepe larga - serve para a vedação da tela, na preparação para a impressão.

Mesa de impressão (bancada) - É uma mesa de bom tamanho, em cujo tampo haja uma área envidraçada (vidro fosco), com algum dispositivo de iluminação por baixo, de modo a permitir o ajustamento de impressões com segurança e precisão.

Garra - As garras são dispositivos usados para fixar os quadros nas mesas ou nas pranchetas. Devem possuir o máximo de precisão. Existem os tipos mais simples e outros mais sofisticados

Rodo (puxador) - É o acessório usado para conduzir a tinta. É confeccionado com cabo de madeira e uma lâmina de borracha ou poliuretano. Conforme as necessidades da impressão, a borracha pode ter diferentes cortes. As borrachas duras são indicadas para impressões de grandes formatos e impressões reticulares. As borrachas mais moles são indicadas para impressões gerais. 0 tamanho do rodo deve ultrapassar de 3 a 5 cm de cada lado do desenho a ser impresso.

Secador - As tintas empregadas na impressão serigráfica, requerem um tempo maior de secagem, comparadas a outras tintas usadas em outros processos gráficos e por isso não podem ser empilhadas. Um equipamento especial para armazenar os materiais impressos enquanto secam é o secador. Existem diferentes tipos de secadores, podendo inclusive serem improvisados. É um dispositivo para proteção das impressões durante a secagem.

Peneira - Deve ser fina o bastante para eliminar crostas endurecidas nas tintas guardadas por muito tempo, principalmente as tintas acrílicas (para tecido).

Espátula - Empregada para misturar e homogeneizar as tintas.

Tintas - Trataremos delas num item específico, tendo em vista uma gama de tipos de tintas, visando as diferentes necessidades de impressão. 

Cola permanente - Tem a finalidade de aderir o material na mesa de impressão.

Solventes - É o material empregado para diluição da tinta. Os tipos variam de acordo com o tipo de tinta usada. Utilizado para a limpeza das telas e no afinamento das tintas quando a temperatura ambiente está baixa. A diluição varia de 5 a 10% quando a temperatura variar de 25 a 0° C.

Retardador - Material que deve ser diluído à tinta para evitar a secagem rápida, bem como para proporcionar o afinamento quando a temperatura ambiente estiver alta. A diluição varia de 6 a 15% quando a temperatura variar de 25° C em diante. Quanto maior a temperatura, maior o percentual, uma vez que em tempo quente a secagem da tinta torna-se acelerada, e por isso mesmo as telas ficam sujeitas a freqüentes entupimentos.

Fita gomada - Serve para isolar, vedar a parte externa da tela, evitando assim o provável vazamento de tinta pelas bordas da matriz.

Cloro ou água sanitária - Empregados para a remoção da emulsão fotográfica das telas, quando se deseja fazer um novo trabalho nas mesmas. É bom lembrar que o constante uso desse material concorre para a deterioração das malhas. Para facilitar a limpeza das telas preparadas com emulsão para tintas acrílicas, recomenda-se o álcool combustível.
    Leia também: 


    Observação importante:
    Utilize os produtos químicos em locais bem ventilados e use proteção nos olhos e nas mãos, além de proteger o corpo com roupas grossas para evitar que possíveis respingos ou derramamento dos produtos possam entrar em contato com a sua pele.

    Segurança em primeiro lugar!


    3 - Telas

    Para cada cor do seu design, é necessario produzir uma tela separada. A separação das cores é feita de forma digital no computador. As telas podem ser adquiridas em lojas de material de serigrafia já prontas, ou você pode confeccionar as suas próprias telas, o que dá um pouco mais de trabalho. 

    Leia também:


    4 - A tinta

    A escolha da tinta utilizada é de suma importância para a finalidade e a qualidade do seu trabalho. Existem diferentes tipos de tintas para cada material, assim como para cada tipo de tecido. Além disso, existem tintas especiais e acabamentos que podem incrementar ainda mais o seu trabalho.

    Classificação das tintas e o tempo de secagem
    • Sintéticas - muito utilizadas em trabalhos onde a durabilidade seja requerida. Sua secagem lenta limita a tiragem, mas apresenta preço bastante acessível.
    • Vinílica - possui secagem rápida pela evaporação do solvente.
    • Epóxi - a base de resina ou epóxi, solúvel em solventes. A secagem ocorre pela reação química entre a tinta e o catalisador.
    • Poliamídicas - a base de resinas poliamídicas termoplásticas, solúveis em solventes. Indicadas para impressão de sacolas plásticas e faixas promocionais.
    Qualquer que seja a tinta utilizada, quando não se dispõe de meios mecânicos para secagem, é muito importante a ventilação do ambiente de impressão para uma rápida e eficiente secagem.

    A maioria das tintas seca à temperatura ambiente mas existem algumas que não secam ao ar, sendo necessária a utilização de uma estufa.

    O processo de secagem ao ar ocorre em duas fases distintas que são:

    Secagem ao toque: quando depois de algum tempo (geralmente uma ou duas horas), o impresso pode ser manuseado sem lhe causar danos.

    Secagem definitiva: ocorre em geral, depois de 24 horas. As fábricas de tintas geralmente informam qual o tempo necessário para cada fase de secagem.

    Guia de Tintas (Geral)

    TINTA PARA TECIDOS (T.T):
    Não muito consistente, porém ótima para certos trabalhos, principalmente os que podem ser feitos com registro visual, entretanto após a secagem devemos colocar um pano em cima da impressão e passar um ferro quente para fixar, caso contrário com a lavagem a impressão vai desbotando

    TINTA ACRÍLICA:
    De altíssimo rendimento em tecido, extrema resistência ao atrito nas lavagens e também aos detergentes domésticos, dispensa toda e qualquer forma de polimerização ou fixação a calor.

    TINTA PUFF:
    Para impressão em tecidos, tendo a característica de ficar em relevo após ser submetida à estufa, ferro quente ou secador de cabelos, proporcionando grande feito visual.

    TINTA SINTÉTICA BRILHANTE:
    Impressões serigráficas sobre chapas de ferro e metais, duratex, cartolina, papéis, flâmulas, poliéster e madeira.

    TINTA SINTÉTICA FOSCA:
    Chapas de ferro e metal, duratex, papelão, papel, cartolina , flâmulas, sacolas de papel para posterior plastificação.

    TINTA SINTÉTICA LUMINOSA:
    Se presta aos casos acima citados.

    TINTA VINÍLICA BRILHANTE:
    Material vinílico flexível, semi-rígido. Bolsas, carteiras e sacolas, auto-adesivos, embalagens industriais, brinquedos.

    TINTA VINÍLICA FOSCA:
    Vinílicos flexíveis e semi-rígidos como bolsas, plásticos, encadernações, auto-adesivos, pastas e carteiras, brinquedos, pneumáticos, embalagens industriais, etc.

    TINTA VINÍLICA LUMINOSA:
    As mesmas aplicações do item anterior, além de decalques.

    TINTA ETCH-RESIST p/ circuito impresso:
    Tinta branca para gravar e imprimir circuitos eletrônicos com posterior aplicação ácida com percloreto de ferro e remoção final com álcalis.

    SOLDER RESIST p/ circuito impresso:
    Tinta serigráfica verde transparente, base de epóxi, dois componentes, para dar acabamento no circuito impresso (máscara), para posterior soldagem com estanho.

    TINTA PARA ACETATO:
    Impressão serigráfica sobre acetato, celofane, cartolina, papel, duratex, poliéster ou acrílicos em chaveiros de propaganda.

    TINTA EPÓXI:
    Impressão serigráfica sobre Polietileno tratado, Polipropileno tratado, metais (ferro, alumínio, etc.), vidro, fórmica e semelhantes, baquelites e chapas fenólicas. Esta tinta é diluída a uma proporção de 10% com o seu catalizador.

    TINTA PARA COURO:
    Impressão sobre couro, tecidos de nylon, diversos materiais vinílicos.

    Solventes
    • Solvente vinílico para a limpeza da tela ou diluição, no caso de se utilizar tinta vinílica
    • Solvente sintético ou água raz, no caso em que houver utilização de tintas sintéticas
    • Solvente epóxi no caso de tinta epoxi

    Alguns fabricantes de tintas
    Tegape
    Rodec


    Leia Mais: 

    25 comentários:

    1. Muito bommm!!
      Vou divulgar isso para os clientes da www.yougraph.com.br

      ResponderExcluir
    2. e possível fazer esta tela ou se compra? e onde comprar? serve para qualquer camisa? dei uma olhada no site e adorei parabéns infelizmente não deu pra ler tudo,mais vou estar visitando sempre,por favor se possível vc poderia colocar mais vídeos na postagem,como tutoriais ou algo assim,parabéns!!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. É possível confeccionar a tela em casa ou comprá-la em locais onde vendem material de serigrafia. Existem diversos tutoriais na internet que ensinam como montar a própria tela em casa, algumas pessoas optam por essa opção pois dá mais liberdade na escolha do tamanho da tela.

        Excluir
    3. Não entendi como se passa o desenho para as telas, alguem pode explicar?

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Olá,

        A segunda parte dessa postagem explica melhor o resto do processo:
        http://designdecamisetas.blogspot.com.br/2011/04/manual-de-serigrafia-parte-2_26.html

        Excluir
    4. Olá, Kris, vocês dão algum curso? Estou muito interessado.
      Moro em Belo Horizonte.
      Por favor, me dê retorno.
      Meu e-mail: horizontesbh@hotmail.com

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Não! Adoraria ter tempo e infraestrutura para isso, mas infelizemente não tenho como. Tem um curso legal em São Paulo: http://www.cursodesilkscreen.com.br/

        Se não tiver como se deslocar até lá de BH, procure informações na sua cidade em lojas que vendem material de arte ou de estamparia. Geralmente quem dá esses cursos costuma deixar panfletos nesses locais. Se descobrir um legal me envia que aproveito para dividir com o pessoal aqui também!

        Boa sorte e depois me conta como foi o curso!

        Excluir
    5. Ola, estou pesquisando curso de estamparia no Rj. Poderia por favor me indicar algum lugar tao bacana quanto esse de Sp? Obrigada desde ja!

      ResponderExcluir
    6. Oi
      Estou com um problema nas minhas estampas, pois, elas estão desbotando após a primeira lavagem.
      O que você indicaria para isso não ocorrer mais?
      Obrigado.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. cada tinta e diferente para cada tipo de tecido exp: malha, tec sintetico,vidro, ferro, bolsaa plastica etc.........

        Excluir
    7. Oi
      Estou com um problema nas minhas estampas, pois, elas estão desbotando após a primeira lavagem.
      O que você indicaria para isso não ocorrer mais?
      Obrigado.

      ResponderExcluir
    8. acrescente 10% se sal na sua diluição, isso pode resolver o problema...
      O sal de Cozinha mesmo.....

      ResponderExcluir
    9. gostaria de saber qual tinta não deixa na camisa aquele aspecto de plastico... ou aquele aspecto duro que quando lavavada a camisa a estampa fica rachada.

      ResponderExcluir
    10. Bem, para a Camila o ideal seria entrar de ajudante em uma serigrafia qualquer, vai aprender mto e ainda ganhar uma graninha;

      Thiago as tintas que vc usa, vc compra pronta ou esta pigmentando ???
      Prontas pode ser algo que misturaram a ela,os potes tapados estao criando bolor mto rapido ?
      Se pigmentadas pode ser o excesso de pigmento, agua poluida ou alguma outra coisa misturada a ela.
      E o sal pelo que sei é usado na finalidade de nao deixar a tinta ressecar tao facil na tela a uréia tbm é usada nesta finalidade;

      Raissa "aspecto plastico"? vc quer dizer estampa dura, tipo uma lixa ?
      Pode ser tinta feita com pasta "BRANCO" ao invem do "MIX ou "CLEAR",
      Pode por um pouco de clear na pasta, deixa ela mais macia, entope menos na tela.
      Tem a linha Elastic, um pouco mais cara que as comuns, mas vale a pena, tem a "TOK ZERO" o nome ja diz a finalidade dela, mas essa nunca usei e nao sei o resultado ao visual e tok.



      ESPERO TER AJUDADO EM ALGO AI !!

      Meu e-mail se precisarem de alguma dica que eu possa dar.

      edypoa_rs@hotmail.com

      ResponderExcluir
    11. Olá, gostaria de saber mais detalhe sobre o secador, deu uma procurada rápida e não encontrei na internet. Obrigado.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Geralmente é usado o soprador térmico, mas o secador de cabelo também serve, sempre tendo cuidado com a distancia para não furar a tela.

        Excluir
    12. Suponhamos que eu compre o quadro e o tecido para (77 fios) para montar minha tela em casa. Eu conseguiria ter o mesmo resultado de uma tela comprada pronta?

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Bom dia! Não sou administradora do blog, mas trabalho com serigrafia e desde o começo montei as minhas telas, o resultado é o mesmo e o custo baixíssimo. No meu caso eu montei um "puxador" com um alicate e duas chapas para poder puxar o nylon, pois o mesmo não pode ficar folgado. Aconselho que peça a ajuda de alguém e recomendo também pintar os quadros para que tenham maior durabilidade.

        Excluir
    13. Ola !! gostaria de saber para camisetas de silk screen e melhor que seja do material de algodao ou Poliester??? obrigada!!!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Podem ser em ambas o que vai diferenciar é a tinta e o nylon a ser usado. A técnica é a mesma.

        Excluir
    14. boa noite gostaria de saber qual ea tinta que eu estampo um puff em couro com a foto da minha filha e qual ea temperatura.

      ResponderExcluir
    15. boa noite gostaria de saber qual ea tinta que eu estampo um puff em couro com a foto da minha filha e qual ea temperatura.

      ResponderExcluir
    16. Olá, gostaria de saber se há como reposicionar o silk.
      Tenho uma camisa que está com o silk meio torto e gostaria de ajeitar. É possível?

      ResponderExcluir
    17. Olá, gostaria de saber se para utilização da tinta epoxi sobre o papel, é necessário alterar algo na produção da tela.

      ResponderExcluir

    Deixe o seu comentário...

    Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More